Quem Somos

A COMUNIDADE MISSIONÁRIA CONSOLAÇÃO MISERICORDIOSA faz parte do novo sopro do Espírito Santo suscitado na Igreja, movimento conhecido como novas comunidades. Somos Missionários (leigos e religiosos) e temos o propósito de levar o carisma do Consolo e da Misericórdia a todos os povos. Como todo carisma, dom do Espírito Santo a serviço da Igreja, cresce, desenvolve-se e frutifica a luz da Palavra de Deus (Sagrada Escritura e Magistério) temos como nosso rema fundante: "Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias, Deus de toda a consolação, que nos conforta em todas as nossas tribulações, para que, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus, possamos consolar os que estão em qualquer angústia!" (II Cor 2, 3-4). Diante disso e confiando no exemplo daqueles que trilharam o caminho do Evangelho antes de nós adotamos como baluartes da nossa comunidade São Bento e Santa Faustina, pois ao longo da descoberta do carisma, muito nos ajudou a desenvolvê-lo e alimentá-lo os ensinamentos de espiritualidade deixados por eles. Temos, também, uma grande devoção por São José e a Virgem das Graças. Ele patrono da providência e Ela nossa intercessora em todos os embates, bem como, nossa fundação se deu no dia dedicado a esta, 27 de novembro. Desempenhamos missões de várias formas: artísticas, culturais e pastorais. Por meio de pregações, palestras, músicas, peças teatrais, danças, e dos meios de comunicação buscando irradiar o Cristo, através do carisma da Consolação Misericordiosa. Desta maneira atingimos todas as faixas etárias, nas mais diversas camadas sociais, indistintamente, de modo que todos possam ser evangelizados, proporcionando que cada pessoa faça sua experiência pessoal e comunitária com Jesus, mediante sua insondável Misericórdia.
Você pode acessar nossas casas de missões no seguinte endereço: http://www.consolacaomisericordiosa.com.br/missao.php
Esta Comunidade surgiu por inspiração de Deus suscitadas em três jovens, nossos fundadores (http://www.consolacaomisericordiosa.com.br/fundadores.php)
No dia 27/11/1991 surgi a Comunidade Rainha da Paz, hoje denominada Comunidade Missionária da Consolação Misericordiosa. A principio realizava reuniões com jovens e trabalhavam com crianças carentes dando assistência educacional, onde hoje funciona a Associação Beneficente São José. Com o passar dos anos e com a dedicação destes jovens, aconteceu a expansão da obra e o transbordamento do carisma, deste modo vieram outras pessoas que auxiliaram e participaram de toda a formação da Comunidade.
Hoje estamos divididos em quatro níveis de comprometimento: A comunidade de Vida (religiosos); Os Consagrados de Aliança (Vocação Leiga), Os Discípulos e os amigos.
A Comunidade de Vida é composta por Irmãos (ãs) consagrados, noviços (as) e postulantes, todos dedicam integralmente sua vida ao serviço apostólico e são celibatários. A Comunidade de Aliança é formada por leigos, casados ou não, que auxiliam os membros da comunidade de vida no desempenho das funções e tarefas missionárias, mas não com exclusividade. Os discípulos são pessoas que trilham um caminho de formação para chegarem à consagração de vida ou aliança, ao longo do período de formativo. Estes auxiliam nas obras da comunidade com um grau de comprometimento menor que a aliança, são divididos em dois níveis: o serviço, membros dedicados a mais tempo (mínimo de 2 anos), e o discipulado, membros com um menor tempo de caminhada, e que recebem formação diferenciada. Os amigos da Consolação são pessoas que participam dos Nossos eventos, nos ajudam materialmente, mas não assumem compromisso apostólico.
Para saber mais sobre nossas vocações acesse o link: http://www.consolacaomisericordiosa.com.br/vocacional.php.
Fazemos missões semanalmente em João Pessoa, tanto em nossas casas de missões quanto em paróquias que nos solicitam. Bem como atendemos a convites de outras cidades ou países que necessitem de missionários para ministrar algum encontro, ou, até mesmo, para auxiliar nas atividades paróquiais, caso haja a necessidade, e mediante o pedido do sacerdote ou bispo local, abrisse uma casa de missão nesta cidade.